O Campeonato Brasileiro da Série B já teve um total de 180 partidas com a marcação de 408 gols e uma média de 2.27 gols por jogo.

205 gols foram marcados no primeiro e  203  gols foram marcados no segundo tempo.

47 gols aconteceram aos 40 minutos ou após no segundo tempo.

Os clubes mandantes venceram 73 partidas, os visitantes, 50 e 57 empates foram registrados.

ARTILHEIROS
Com 8 gols
Lucão(Goiás) e Junior Brandão(Atlético-GO)

Com 6 gols
Guilherme Parede(Coritiba)
Renato(Avai)
Rafael Longuine(Guarani)
Gustavo(Fortaleza)
Cassiano(Paysandú)

Com 5 gols
Dagoberto(Londrina)
André Luiz(Ponte Preta)
Michel Douglas e Didira(CSA)
Henan(Figueirense)
Éder Sciola(Figueirense)

Com 4 gols
Lourency(Brasil-RS)
João Paulo(Criciuma)
Bruno Lopes e Pedrinho(Oeste)
Rômulo e Rodrigão(Avai)
Alan Mineiro(Vila Nova)
Gustavo Ferrareis(Figueirense)
Daniel Costa(CSA)
William Santana(CRB)
Bruno Melo(Fortaleza)
Júnior Santos(Ponte Preta)
Yan Sasse(Coritiba)
Read More
O Londrina empatou com o CRB por 1x1 e jogo disputado na tarde deste sábado(27) no Estádio Rei Pelé em Maceió.

O Tubarão saiu na frente logo aos cinco minutos da primeira etapa com gol de cabeça do artilheiro Dagoberto. Este foi o quinto gol dele em quatro jogos pelo Londrina.

Mas o time alagoano chegou ao empate com um gol do zagueiro Éverton Sena aos 33 minutos também da primeira etapa.

O jogo foi equilibrado o tempo todo e o empate acabou sendo bem recebido pelos jogadores e comissão técnica.

Agora a preocupação é o Guarani de Campinas, o próximo adversário e o jogo com o bugre está marcado para a próxima sexta-feira as 19 horas e 15 minutos no Estádio do Café.

O técnico Sérgio Soares não poderá contar com Paulinho Moccelin que recebeu o terceiro cartão amarelo.. Dagoberto que saiu contundido vai ser avaliado pelo departamento médico.

Este foi o sexto empate do Londrina no campeonato.

N classificação o time foi a 21 pontos, ficando em 15º lugar. A preocupação maior é fugir da zona de rebaixamento.

O jogo teve renda de R$ 31.600,00 para 4.132 pagantes.

CRB: João Carlos; Diogo Matheus, Everton Sena, Anderson Conceição e Rafael Carioca; Claudinei, Luiz Otávio, Tinga (Mazola) e Felipe Menezes; Willians Santana (Diego Rosa) e Rafael Costa (Neto Baiano). Técnico: Doriva.

LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa e Fernando Junior (Victor Luis); João Paulo e  Diego Lorenzi;  Dagoberto (Jardel); Paulinho Moccelin, Thiago Ribeiro (Paulo Henrique) e Jô. Técnico: Sérgio Soares.
Read More
Londrina só perdeu uma para o CRB.

Em oito confrontos disputados, o Londrina só perdeu um para o CRB

Foi no dia 14 de maio de 2016 em pleno Estádio do Café pelo Brasileiro da Série B.

Este jogo marcou o retorno do Londrina à Série B após 11 anos.

Nos outros sete jogos diante do time alagoano, o Londrina venceu cinco, sendo dois em Maceió e os outros dois jogos terminaram empatados.

A defesa do Tubarão ainda não foi vazada em Maceió, pois as vitórias foram por 1x0 e 3x0.

Nos oito jogos, o ataque do Londrina marcou nove e o do CRB marcou cinco.
Read More
Após 55 dias de agonia, o Londrina finalmente reencontrou o caminho da vitória ao vencer o Oeste de Barueri por 3x0 no Estádio do Café na noite desta terça-feira(25).

Jogadores e técnico do Londrina foram unânimes em afirmar que aquela fase já passou.

A fase a que eles se referiram é aquela em que a equipe jogava bem mas acabava perdendo por um ou outro lance de infelicidade.

Desta vez tudo conspirou a favor do Lec; defesas espetaculares do goleiro Vágner e a trave voltou a marcar presença, mas desta vez a nosso favor.

Esta foi a primeira vitória de Sérgio Soares no comando do Tubarão e a atuação impecável de Dagoberto foi o grande destaque da noite. Ele atuou os 90 minutos e marcou dois gols e nada sentiu com relação à parte fisica e já é presença garantida para o jogo contra o CRB em Maceió no próximo sábado.

O Oeste foi um grande adversário e valorizou a vitória do Londrina.

Os gols foram marcados por Dagoberto de pênalti logo a 2 minutos do primeiro tempo com Leandro Amaro contra marcando o segundo gol aos  39 ainda no primeiro tempo.

Na etapa final, Dagoberto aos 18 fechou o placar confirmando a vitória por 3x0.

A renda do jogo somou R$ 19.878,00 para 1.511 pagantes e com um público total de 1.865 torcedores.

LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa e Fernando; Germano e João Paulo e Dagoberto; Paulinho Moccelin (Felipe Marques) e Jô (Diego Lorenzi); Thiago Ribeiro (Paulo Henrique). Técnico: Sergio Soares.


OESTE: Tadeu; Adriano Alves, Joilson, Leandro Amaro e Guilherme Romão (Henrique); Lídio (Raphael Luz) e  Rodrigo Souza, Mazinho (Léo Ceará);  Wallace Bonilha e  Danielzinho; Técnico: Roberto Cavalo
Carlinhos.
Read More
O Londrina colecionou mais uma derrota  pelo campeonato brasileiro da Série B. Foi a  sétima  em todo o campeonato e a terceira fora de casa.

Mais uma vez o time se perdeu  em campo e permitiu a virada  do Criciúma que venceu pelo placar de 2x1.

Com mais esta derrota o Londrina caiu ainda mais na tabela de classificação e começa a mirar a zona de rebaixamento.

Thiago  Ribeiro aos 25 do primeiro tempo colocou o Tubarão na frente. Foi o primeiro gol dele em oito jogos com a camisa do Londrina.

Ainda na etapa inicial, o time catarinense chegou ao empate através de Élvis aos 42 em cobrança de falta.

O gol da vitória do Criciúma surgiu aos 43 da etapa final com um chute de fora da área de Alex Maranhão.Foi a terceira vitória do time catarinense jogando dentro de seus dominios.

A  renda do jogo somou CR$ 44.380,00  para 2.182 pagantes

Agora o Londrina figura   em 15º lugar com 17 pontos ganhos e o Criciúma segue entre os quatro últimos com 16  pontos na 17ª posição.

Escalações:

CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Nino, Fábio Ferreira, Marlon; Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Luiz Fernando (Alex Maranhão) e Elvis; Kalil (Andrew) e João Paulo (Nicolas).  Técnico: Mazola Júnior.
LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa e Fernando; João Paulo, Jardel (Germano) e Dudu (Patrick Vieira); FelipeTécnico: Sergio Soares.
Marques (Luccas Brasil), Paulo Moccelin e Thiago Ribeiro.
Read More
Após um ano e 11 meses no comando técnico do tricolor, em sua segunda passagem, o técnico Fernando Marchiori deixa a equipe. Em reunião entre a diretoria e o técnico, hoje (20) pela manhã, no centro de treinamento do clube, ambas as partes não chegaram a um acordo e o treinador não irá renovar o contrato proposto para a temporada 2019, quando o Maringá FC irá disputar o Campeonato Paranaense e o Brasileiro Série D.
Fernando Marchiori é o treinador do Maringá Futebol Clube que mais conquistou títulos em sua história. Ao todo foram três taças em cinco campeonatos disputados, sendo a primeira em 2015 quando conquistou a Taça FPF, em sua primeira passagem pela equipe, e as outras duas em 2017 garantindo o Campeonato Paranaense da segunda divisão e o bicampeonato da “Copinha”, como é conhecida a Taça FPF. Seu aproveitamento total foi de 64%, com 34 vitórias, 15 empates e 12 derrotas em 61 jogos no comando tricolor. Além disso, o treinador conquistou o acesso para a Série D de 2016, 2018 e 2019.
Segundo ele, foi uma decisão difícil, mas as portas ficaram abertas para um retorno no futuro. “Precisávamos definir a situação logo e hoje sentamos, conversamos e infelizmente não chegamos a um acordo. Foi uma decisão muito difícil de ser tomada, mas para o momento penso que é a mais acertada. O Maringá Futebol Clube está se reestruturando novamente e fico muito feliz em saber que fiz parte disso. É uma equipe sensacional com excelentes pessoas no comando e que tem tudo para alcançar grandes voos. Aqui fiz amigos e que vou levar para toda minha vida, sem dúvida as portas ficaram abertas para quem sabe um dia poder voltar”, disse Marchiori.
Para o diretor de futebol, Paulo Regini, o treinador já está marcado na história do clube. “O Fernando foi um grande profissional em todo o período que esteve a frente da equipe, sem dúvida foi peça fundamental nessa reestruturação do Maringá Futebol Clube. Infelizmente não chegamos a um acordo e agora vamos trabalhar para buscar um novo treinador para a próxima temporada. Temos que agradecer também ao Genilson (auxiliar) e ao Hamilton (preparador físico), que foram muito importantes e se dedicaram ao clube durante todo o período que estiveram conosco. Ainda não temos nomes, vamos começar a pensar, com calma, a partir de agora”, explicou Regini.